Eclipse total da Lua nesse Domingo 15

Eclipse total da Lua nesse Domingo 15

Eclipse total da Lua será visível entre a noite de 15 de maio e a madrugada do dia 16
Passados 16 dias desde o eclipse solar parcial que foi visível na metade sul da América do Sul, um novo eclipse poderá ser observado. Desta vez, da Lua. O fenômeno começará durante a noite de 15 de maio e alcançará seu esplendor nas primeiras horas do dia 16.

Segundo a Nasa, o eclipse deve começar às 22h32, horário de Brasília, do 15 de maio. Entretanto, o ponto máximo do eclipse lunar, o momento mais esperado pelos espectadores, será à 1h11 do dia seguinte.

A superfície da Lua ficará completamente coberta por 1 hora, 24 minutos e 22 segundos.

Onde o eclipse lunar total será visível?
De acordo com um mapa compartilhado pela Nasa, o eclipse será totalmente visível na América Latina, no Caribe e no leste da América do Norte. Haverá visibilidade parcial no centro, norte e oeste da América do Norte, na maior parte da África (exceto a costa leste) e na Europa ocidental e central. Na Ásia e Oceania o fenômeno passará completamente despercebido.

Beatriz García, diretora do Observatório Pierre Auger, na Argentina, esclareceu por videoconferência com a National Geographic que, ao contrário do eclipse solar, que só pode ser visto em uma pequena região do planeta, o eclipse lunar pode ser apreciado em toda a faixa do planeta onde é noite, desde que coincida com o tempo de alinhamento do Sol, da Terra e da Lua.

O que é um eclipse lunar?

Como descrito pela Nasa no site Space Place, um eclipse ocorre quando um planeta ou a Lua se interpõe no caminho da luz do Sol. “Em um eclipse lunar, a Terra bloqueia a luz do Sol para alcançar a Lua. A certa altura, a Lua cheia desaparece completamente de vista, pois é coberta pela sombra da Terra”, esclarece a agência espacial.

Para entender este fenômeno, é importante diferenciar dois conceitos: a umbra, que é a área escura lançada pela sombra da Lua no planeta, e a penumbra, área levemente sombreada.

“Um eclipse lunar é a penetração da Lua no umbral da Terra”, disse Daniel Flores, diretor do Anuário Astronômico da Universidade Nacional Autônoma do México em entrevista à National Geographic.

Para que ocorra um eclipse, a Terra, a Lua e o Sol devem estar exatamente alinhados ou muito próximos do alinhamento, de modo que a Terra bloqueie os raios do Sol que chegam ao satélite natural. “É por isso que os eclipses lunares só podem ocorrer durante a fase da Lua cheia”, explica Beatriz García.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo Protegido!