Prefeito e vice de Canoinhas são presos em operação do Gaeco e MP

Prefeito e vice de Canoinhas são presos em operação do Gaeco e MP

Prefeito e vice de Canoinhas, no Planalto Norte de Santa Catarina, foram presos na manhã desta terça-feira (28) na Operação Et Pater Filium. A operação está sendo conduzida pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). São eles: Beto Passos (PSD) e Renato Pike (PL).

O processo está em segredo de Justiça, mas nesta fase investigam-se crimes de organização criminosa, peculato, fraudes à licitação, corrupção e lavagem de dinheiro referentes a contratos de prestação de serviços nas áreas de educação e infraestrutura.

O blog procurou a assessoria de comunicação da Prefeitura de Canoinhas e obteve retorno pouco antes do meio-dia. “O Município não vai se manifestar oficialmente sobre as investigações, pois correm em segredo de Justiça”, informou em nota.

Conforme o MP-SC (Ministério Público de Santa Catarina), na sétima fase da Operação Et Pater Filium, estão sendo cumpridos:

14 mandados de prisão sendo

Oito preventiva – sem prazo pré-definido
Seis de prisão temporária – cinco dias prorrogável por mais cinco
47 mandados de busca e apreensão nos municípios de: Canoinhas, Bela Vista do Toldo, Itaiópolis, Porto União, Bituruna (PR).

Os mandados foram deferidos pelo TJ-SC (Tribunal de Justiça do Santa Catarina) já que há prerrogativa de foro de um dos investigados.Operação começou em 2020 e já prendeu outros dois prefeitos.

A primeira fase da operação ocorreu em 31 de julho de 2020 com suspeita de fraudes em licitações.“A expressão em latim – Et pater filium – remete ao fato de estarem associados para o cometimento dos atos de corrupção duas duplas de pai e filho, empresários, de um lado, e funcionários públicos, de outro”, informou o MP-SC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo Protegido!